30 julho 2008

CINEMA SURREALISTA: LUIS BUÑUEL


Luis Buñuel foi um mestre do cinema surrealista. Nascido em 22 de fevereiro de 1900, estudou História em Madri, onde conheceu Federico García Lorca, Salvador Dalí e Rafael Alberti, que orientaram sua vida em direção à arte, razão pela qual se transferiu para Paris, onde começou a trabalhar no cinema.

Na foto: Salvador Dali, Jose Moreno Villa, Luis Buñuel, Federico Garcia Lorca, Jose Antonio

Seu primeiro filme, "Um Cão Andaluz" (Un chien andalou), foi um manifesto surrealista à altura de André Breton e, apesar de seus evidentes erros técnicos, continua sendo, na atualidade, a ostentação da imaginação e originalidade. Desse filme, procedem as duas impactantes e perturbadoras cenas que mostram, claramente, a influência do surrealismo no início de sua carreira como cineasta: a do olho cortado por uma lâmina, procedente de um sonho do próprio Buñuel, e a das formigas, saída da capacidade onírica de Dalí.
Junto com "A Idade do Ouro" (L'age d'or), são os dois exemplos mais claros do surrealismo no cinema. Filmes cujo "radicalismo estético se transformou na garantia de seu prestígio cultural", segundo o jornal "The New York Times".

FILME COMPLETO LEGENDADO: A IDADE DO OURO (L'age d'or) – 1930



Seus filmes sempre estiveram carregados de uma forte crítica social, uma denúncia da situação de grupos marginalizados, como ocorreu com "Os Esquecidos", obra-prima que obteve o prêmio de melhor direção e o da crítica internacional no Festival de Cannes de 1951, um filme rodado em 1950 no México, país para o qual o cineasta foi após a Guerra civil espanhola e depois de viver em Paris e nos Estados Unidos, de onde teve que sair ao ser acusado de ser comunista por Dalí. No México, rodou alguns de seus filmes mais significativos, como "Nazarín" (1959) – palma de Ouro em Cannes.

FILME COMPLETO LEGENDADO: TERRA SEM PÃO (1932)



Com "Viridiana", filmado numa volta temporária à Espanha, uma dura crítica à falsa caridade, também ganhou a palma de Ouro de Cannes, em 1962, e gerou um grande escândalo quando o jornal do Vaticano "L'Osservatore Romano" o chamou de blasfêmia e sacrilégio, o que fez com que a censura espanhola proibisse a obra.
Após sua fase mexicana, Buñuel retornou à França, onde rodaria os filmes que lhe trouxeram mais prestígio e com os quais alcançou uma enorme sutileza em suas críticas sociais, além de uma maior liberdade criadora devido aos mais e melhores meios técnicos.

FILME COMPLETO (legendas em inglês): O FANTASMA DA LIBERDADE (1974)



Com "A Bela da Tarde" (1966) conquistou o Leão de Ouro de Veneza. A trilogia formada por "A Via Láctea" (1968), "O Discreto Charme da Burguesia" (1972) – que ganhou um Oscar de melhor filme estrangeiro –, e "O Fantasma da Liberdade" (1974) é provavelmente o ápice de sua carreira.
“Não acho que tenha feito algo por dinheiro. O que não faço por um dólar não faço nem por um milhão", reconheceu Buñuel.

UM CÃO ANDALUZ

Em “Um cão andaluz”, sua ideologia, sua motivação psíquica e o uso sistemático da imagem poética como arma para derrubar conhecimentos existentes, correspondem às características de toda obra autenticamente surrealista. O filme não tem a intenção de atrair ou agradar ao espectador; ao contrário, ataca-o até onde ele pertence a uma sociedade com a qual o surrealismo está em guerra.

FILME COMPLETO: UM CÃO ANDALUZ (1928)



Historicamente, este filme representa uma violenta reação contra o que se chamou naquela época ‘cinéma d'avant-garde’, gênero que era dirigido exclusivamente no sentido da sensibilidade artística e do raciocínio do espectador, com seu jogo de luz e sombra, seus efeitos fotográficos, sua preocupação com a montagem rítmica e a pesquisa técnica e, às vezes, no sentido de exibir um estado de espírito perfeitamente convencional e barato.
Buñuel, o produtor-diretor do filme, escreveu o roteiro em colaboração com Salvador Dali.

29 julho 2008

NOVA LEI PODE PROIBIR ‘EMOS’ NA RÚSSIA

Uma nova lei pode proibir emos na Rússia. As regras, que ainda estão sendo formuladas, podem banir sites dedicados ao gênero e até o modo de se vestir nas escolas e em prédios do governo. Aparentemente, essas medidas estão sendo tomadas por medo de que “modismos adolescentes perigosos” induzam à depressão e ao suicídio. Os defensores do projeto de lei alegam que a cultura emo é negativa, encoraja o comportamento anti-social e glamouriza o suicídio. Segundo o jornal inglês “The Guardian”, os emos foram descritos como “adolescentes que se vestem de preto, usam piercings e franjas que cobrem metade do rosto”. Jovens russos fizeram diversos protestos em Krasnoyarsk, na Sibéria, onde algumas leis já estão em vigor, manifestantes carregaram faixas com frases do tipo: “Um estado totalitário encoraja a estupidez”. Dmitry Gilevich, da banda emo MAIO, aproveitou a oportunidade para frisar que “expressar emoções não é proibido por lei.” Uma onda de críticas ao gênero atinge os emos no Reino Unido desde o início do ano. Fãs da banda My Chemical Romance protestaram em frente aos escritórios do jornal “The Daily Mail” devido a uma reportagem que vinculava o suicídio de jovens à cultura emo.

CHINA PROÍBE SHOWS DE ARTISTAS 'AMEAÇADORES'
O governo da China informou nesta quinta-feira (17/ 07) que apresentações de artistas de outros países que participaram de eventos que "ameaçam a soberania nacional" serão proibidas no país.
O Ministério da Cultura chinês afirmou que qualquer artista que "tenha estimulado o ódio étnico" durante apresentações também será proibido de se apresentar.
"Qualquer grupo artístico ou indivíduo que já tenha se envolvido em atividades que ameaçam nossa soberania nacional não terá a entrada permitida", informou o ministério em sua página na internet.
A proibição foi estendida a artistas que "ameaçam a unidade nacional", "defendem a obscenidade ou o feudalismo e a superstição" ou "violam a política religiosa ou normas culturais", acrescenta a declaração.
O último anúncio do Ministério da Cultura foi divulgado depois da proibição de festivais de música pop e do endurecimento das regras para eventos ao ar livre nos meses antes dos Jogos Olímpicos de Pequim.
O governo chinês teme que protestos constrangedores sejam organizados durante a Olimpíada.
O ministério informou que até o bis no final de concertos precisa de aprovação antecipada.
O anúncio do Ministério da Cultura ocorre meses depois de a cantora Bjork ter gritado "Tibete, Tibete" durante um concerto em Xangai, em março, depois de cantar a música Declare Independence.
O Ministério da Cultura afirmou que a manifestação da cantora "desrespeitou a lei chinesa e magoou os chineses".
A independência tibetana é considerada um assunto tabu na China, que governa o território desde 1951.
Mas existem casos mais antigos, como a popstar taiwanesa Chang Hui-Mei, que foi proibida de tocar da China durante um ano depois de ter cantado o hino de Taiwan durante uma cerimônia de posse do presidente da ilha em 2000.
A China considera Taiwan como parte de seu território.

EMPRESAS DE EMERGENTES AVANÇAM EM RANKING DA 'FORTUNE'

Os países emergentes avançaram no tradicional ranking anual Global 500, elaborado pela revista americana Fortune e que classifica as 500 maiores empresas do mundo.
Os países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) tiveram um desempenho significativo, em parte por causa do influxo financeiro vindo da extração de petróleo e de metais.
No entanto, a China teve um desempenho sem precedentes, com 29 empresas no ranking, o que representa quase a mesma quantidade de empresas da Itália, Espanha e Austrália juntas.
O Brasil foi representado por cinco empresas: Petrobras (63º), Bradesco (204º), CVRD (235º), Itaúsa – Investimentos Itaú (273º) e Banco do Brasil (282º).
"Há menos de dez anos, Índia, México e Rússia tiveram apenas uma empresa na Global 500. A lista deste ano inclui sete empresas do subcontinente e cinco do México e da Rússia", diz a repórter da Fortune, Jenny Mero.
O avanço dos países em desenvolvimento aconteceu em paralelo à queda do número de empresas americanas que aparecem no ranking. Neste ano, apenas 153 empresas dos Estados Unidos entraram para a lista – o menor número em mais de uma década.
Apesar disso, os EUA continuam sendo o país com mais nomes na classificação da Fortune e dono dos primeiro e segundo lugares– a empresa Wal-Mart, no topo da lista, seguida pela Exxon Mobil.
"A lista mostra o menor número de empresas dos EUA em mais de uma década e confirma a proeminência crescente dos mercados emergentes", disse Mero.
No total, as receitas das empresas totalizaram U$23.6 trilhões (R$ 38 tri).
O ranking Global 500 de 2008 está disponível online e será publicado na edição impressa da revista em 21 de julho.
Veja a lista completa aqui - http://money.cnn.com/magazines/fortune/fortune500/2008/full_list/

25 julho 2008

MARCEL DUCHAMP NO MAM-SP

O Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo realiza, a partir deste mês, a maior retrospectiva de Duchamp já realizada no Brasil, para a comemoração do sexagésimo aniversário da instituição. A mostra reúne 120 peças vindas de acervos como o do Museu de Arte da Filadélfia, dono da maior parte do espólio do artista.

Em 1917, depois que o artista plástico francês Marcel Duchamp mudou-se de Paris para Nova York, sua irmã mandou para o lixo objetos que lhe pareciam inúteis, como uma pá pendurada no teto, um suporte de garrafas no meio do quarto e uma roda de bicicleta sobre uma banqueta. Tratava-se dos originais dos ready-mades, obras que transformariam Duchamp num dos artistas mais influentes do século XX. Mas ele não deu importância à perda. Em vez disso, iniciou a produção de cópias em série dos mesmos objetos.
Duchamp tinha idéias notáveis. Aos 25 anos, abandonou a pintura e passou a investir nos ready-mades, contornando suas deficiências: ao transformar objetos do cotidiano em obras de arte, ele simplesmente eliminou a necessidade de um domínio genial da técnica. Seu maior esforço consistia em selecionar os objetos e depois dar um nome e uma apresentação inusitados.
Para ele, a partir de então, fazer arte estaria ao alcance de qualquer preguiçoso. Quando lhe perguntavam qual era sua profissão, ele respondia: “Sou um respirador”. Era uma confissão de que o ócio constituía sua principal atividade, Ele passou boa parte da carreira sem produzir ou criando apenas variações de seus objetos.
Duchamp foi um mestre da provocação. A forma como apresentou ao mundo os ready-mades é um exemplo. O mais famoso deles, em 1917, foi o urinol invertido batizado por ele de Fonte. Em 1919, voltou a despertar barulho, ao rabiscar bigode e cavanhaque numa imagem de Mona Lisa, rebatizada com as iniciais de uma expressão francesa obscena, L.H.O.O.Q.. Também, o artista intervinha em exposições de terceiros, que fazem dele um precursor da figura dos curadores de hoje.
Ao lançar esses ataques às convenções artísticas de seu tempo, Duchamp tinha como maior objetivo fazer ruir a idéia de que a arte existe para ser admirada com os olhos. Para ele, a obra de arte deveria, antes de tudo, expressar um conceito intelectual. Daí derivou a arte conceitual, a arte pop, as performances, as instalações e outras correntes contemporâneas.

ASSISTA AQUI O DOCUMENTÁRIO 'A GAME OF CHESS' (legendado)


CONCORDE



Em 25 de julho de 2000, exatamente 8 anos atrás, uma aeronave Concorde da Air France acidentou-se causando a paralisação de toda a frota francesa e britânica. Este acidente foi o começo do fim para o Concorde.

VIDEO: CONCORDE CRASH - AIR FRANCE FLIGHT 4590



Após o acidente, o Concorde sofreu algumas modificações e 15 meses depois voltou ao serviço de passageiros. Porém, em 10 de abril de 2003, a Air France e a British Airways decidiram, juntas, encerrar as atividades da Concorde. A Air France encerrou os vôos em 31 de maio de 2003 e a British Airways em 24 de outubro do mesmo ano.

VIDEO: ÚLTIMA ATERRISAGEM DO CONCORDE DA AIR FRANCE



Fruto de um projeto britânico-francês desenvolvido nos anos 60, o Concorde era uma aeronave civil de cruzeiro supersônico, com configuração de asa em delta, sem estabilizador horizontal convencional, quadrimotora com pós combustão.


Seu primeiro vôo ocorreu em Toulouse, França, no dia 2 de março de 1969. Este primeiro protótipo encontra-se no Museu Aeroespacial da França, em Le Bourget. Em 22 de novembro de 1977, o Concorde foi autorizado a operar o primeiro serviço supersônico regular de passageiros sobre o Atlântico norte, nas linhas Londres-Nova York e Paris-Nova York.

VIDEO: CONCORDE FIRST FLIGHT



Em sua velocidade normal de cruzeiro - pouco mais de duas vezes a velocidade do som - o Concorde era capaz de cumprir a rota Paris-Nova York em 3 horas e 45 minutos, contra uma média de 7 horas e 25 minutos no Boeing 747 'Jumbo', o segundo avião comercial mais rápido e o maior - gastando quase a mesma quantidade de combustível que o 747, transportava apenas 100 passageiros, enquanto no Jumbo iam mais de 350 passageiros.


O supersônico voava entre 16 e 17 mil metros de altitude - acima dos níveis mais turbulentos frequentados pelos outros jatos, que operam entre 11 e 14 mil metros - e não enfrentava os problemas de congestionamento de níveis em seu percurso.


O Concorde mostrou, ao longo de mais de 25 anos de serviço, suas qualidades, robustez e a confiabilidade. Sua pequena frota transportou mais de 3,7 milhões de passageiros e acumulou mais de 200 mil horas de vôo, com um histórico de segurança que segue entre os melhores da aviação comercial, e continua sendo o mais veloz meio de transporte civil.

DOCUMENTÁRIO COMPLETO (em inglês)



Informações Técnicas:
Comprimento: 62,19 m - Envergadura: 25,56 m - Altura: 11,32 m - Área da asa: 3.856 (square feet) - Largura máxima da fuselagem: 2.63 m.
Motores: 4 unidades Rolls Royce/SNECMA Olympus 593, produzindo 38.000 lbs de empuxo em pós-combustão cada.
Peso máximo estrutural de decolagem: 186.000 kg. Peso máximo estrutural de pouso: 111.000 kg.
Capacidade total dos tanques de combustível: 96.000 kg.Alcance no peso máximo de decolagem: 3.740 nm (6.732 km). Teto máximo operacional: 59.000 ft (19.202 m). Velocidade de cruzeiro: mach 2.02 (2.146 km/h). Velocidade máxima operacional: mach 2.5.
Assentos: configuração típica de 100 assentos, 2x2, corredor único, pitch 94 cm. Tripulação: 3 tripulantes técnicos, 6 comissários.




22 julho 2008

ANIMAIS TERAPEUTICOS

SPA ATRAI CLIENTES COM MASSAGEM FEITA POR COBRAS EM ISRAEL


No norte de Israel, há um spa que quebra todas as definições da expressão 'massagem relaxante'. Em vez de mãos cuidadosas, o cliente é massageado por cobras.
A dona do hotel, Ada Barak, garante que é possível relaxar com o contato com os animais. Ela utiliza cobras dos estados americanos da Califórnia e da Flórida, e garante que quem consegue superar o estranhamento inicial, acaba gostando - e muito - da massagem feita pelos répteis.



Seis cobras - todas não-venenosas - participam da sessão de massagem, que custa 300 shekels, o equivalente a cerca de R$ 140.
"É muito relaxante. Tem um efeito terapêutico fantástico, tirando a dor dos músculos e facilitando a movimentação", afirma Ada.

PEIXE FAZ O TRABALHO DE PEDICURE EM SALÃO DE BELEZA NOS ESTADOS UNIDOS

Depois das cobras massagistas do SPA de Israel, é a vez dos peixes-pedicure de Virgínia, nos Estados Unidos. Há quatro meses um spa da região vem utilizando a técnica que consiste em colocar os pés das clientes em um aquário povoado por pequenos peixes conhecidos como "garra rufa" e são considerados uma alternativa higiênica para a tarefa de limpeza dos pés.



Segundo John Ho, que administra um salão de beleza junto com sua mulher, mais de 5 mil pessoas já passaram pelos beliscões dos peixes. "É um ótimo tratamento para todos que querem ter um pé saudável", diz ele.




“DOCTOR FISH” TRATADORES DE PSORÍASE, NA TURQUIA

Turquia mantém tradição de tratar a psoríase com o peixe garra rufa, conhecido como “doctor fish”, que se alimenta da pele lesionada dos pacientes em um spa de Kangal, na Turquia.
A psoríase é uma doença inflamatória da pele, e provoca descamação em várias partes do corpo – até nas unhas. A doença é genética e não contagiosa. Seu agravamento está relacionado a situações de estresse. Não tem cura, mas pode ser controlada.

VIDEO: HEALING FISH – TURKEY



O tratamento é considerado efetivo contra a doença crônica. A água das fontes minerais também é considerada capaz de auxiliar no tratamento das lesões.
Kangal recebe portadores de psoríase, que ficam em spas durante 21 dias, mergulhando nas piscinas duas vezes por dia para sessões de 4 horas.

CRISE DE IDENTIDADE NA INTERNET

A geração de usuários da internet, nascida na década de 90, pode estar crescendo com uma visão perigosa a respeito do mundo e da sua própria identidade, sugere o psicanalista inglês Himanshu Tyagi. A principal causa deste problema seria a socialização através dos sites de relacionamento.

"É um mundo onde tudo se move depressa e muda o tempo todo, onde as relações são rapidamente descartadas pelo clique do mouse, onde se pode deletar o perfil que você não gosta e trocá-lo por uma identidade mais aceitável no piscar dos olhos", disse Tyagi durante o encontro anual do Royal College of Psychiatrists, uma das principais agremiações de psiquiatras do Reino Unido e da Irlanda.
Segundo o professor, além dos sites de relacionamento, as salas de bate papo virtuais também podem influenciar problemas de comportamento como a timidez, o anonimato e a falta de experiência sensorial das conversas nestes ambientes virtuais, poderia alterar a percepção de interatividade e criar uma visão alterada sobre a natureza dos relacionamentos.
“A nova geração, que cresceu em paralelo ao avanço da internet, está atribuindo um valor completamente diferente para as relações e amizades, algo que estamos fracassando em observar”, afirmou Tyagi.
Também o psiquiatra ressaltou alguns benefícios dos sites de relacionamento.
Segundo ele, essas redes oferecem um status social mais equilibrado, onde raça e gênero são menos importantes e as hierarquias são dispersas, e destacou que a quebra das barreiras geográficas permite acesso a relacionamentos e a apoio de amigos virtuais.
As afirmações de Tyagi, entretanto, foram contestadas por especialistas da área.
Graham Jones, psiquiatra especializado no estudo do impacto da internet, reconhece que existe o risco de que uma freqüência exagerada de sites de relacionamento possa levar a problemas de comportamento. Mas ele acha que esses riscos foram exagerados por Tyagi.
“Pela minha experiência, pessoas que tendem a ser mais ativas, nos sites como o Facebook ou Bebo, são aquelas que já são mais socialmente ativas de qualquer forma – é apenas uma extensão do que eles já fazem”, concluiu o psiquiatra.
LINKS EXTERNOS
Royal College of Psychiatrists (em inglês)
Graham Jones (em inglês)

MITO
Um estudo encomendado pela Biblioteca Britânica (British Library) desfaz o que chama de "mitos sobre a geração Google", e diz que suposta capacidade das gerações mais jovens de buscar informações através dos novos recursos tecnológicos seria "supervalorizada".

Segundo o estudo da University College of London, que tenta esclarecer como as novas tecnologias afetarão o futuro das bibliotecas, entre as crenças que os pesquisadores chamam de "mitos", está a de que as novas gerações são mais eficientes que as anteriores em obter informações na internet. "Este é um mito perigoso. Alfabetização digital e alfabetização informativa não caminham de mãos dadas", diz o estudo, segundo o qual, muitos jovens não são capazes de filtrar o imenso arsenal de dados da rede.
A preferência por textos resumidos e buscas por palavra é "uma norma para todos". "A sociedade (como um todo) está se emburrecendo", diagnostica o estudo. Nem mesmo a crença de que as pessoas mais jovens passam mais tempo online que as pessoas mais velhas, se sustenta, dizem os pesquisadores.
Por outro lado, o estudo confirmou que a "geração Google" é afeita à prática de "copiar e colar" informações para suas pesquisas, e prefere plataformas interativas de informação que o consumo passivo delas.
O estudo deixou em aberto a hipótese de que os jovens sejam mais capazes que seus pais de realizar diversas tarefas ao mesmo tempo. "A questão mais ampla é saber se habilidades seqüenciais, necessárias para a leitura, também estão sendo desenvolvidas."
LINKS EXTERNOS
Estudo (em inglês)
Comitê Britânico sobre tecnologia da informação (em inglês)

16 julho 2008

BANKSY

O jornal britânico The Mail On Sunday diz ter descoberto a identidade do misterioso artista Banksy, a partir de uma fotografia de tirada na Jamaica há quatro anos. Segundo o jornal, ele seria Robin Gunningham, de 34 anos, um ex-aluno de uma escola particular.
Banksy é um dos mais conhecidos artistas de rua do mundo. Nascido em Bristol, Reino Unido, em 1975, seus stencils são facilmente encontrados nas ruas de Londres. Não se sabe sua identidade, não costuma dar entrevistas e fez da contravenção uma constante em seu trabalho. Os pais dele não sabem da fama do filho: "Eles pensam que sou um decorador e pintor".
A fotografia tirada na Jamaica pelo fotógrafo Peter Dean Rickards apareceu pela primeira vez na Internet e em seguida no jornal The Evening Standard em 2004. Na época, o agente de Banksy, Steve Lazarides, disse à revista The New Yorker que a foto não era de seu cliente. Mas Colin Saysell, um policial que trabalha na prevenção de grafites em Bristol e que seguiu Banksy por anos, disse que a foto era legítima.
Dois anos depois, o artista insistiu que o público jamais deveria descobrir sua identidade. “Eu não tenho interesse em me revelar”, disse à revista Swindle. “Eu estou tentando apenas fazer com que os desenhos apareçam bem, eu não quero fazer com que eu mesmo apareça bem.”
Sua obra é carregada de conteúdo social expondo claramente uma total aversão aos conceitos de autoridade e poder. Faz suas críticas, provocando em seus observadores uma sensação de concordância e de identidade.
Em dezembro, o artista inaugurou em Belém, na barreira israelense erguida na Cisjordânia separando áreas palestinas, uma exposição coletiva com artistas de outras regiões, inclusive palestinos. Banksy produziu novas imagens especialmente para a exposição, entre elas uma pomba vestida com colete à prova de balas.




Banksy em Israel por superalbertofilho

Banksy já havia decorado a barreira erguida por Israel na Cisjordânia em 2005. Os desenhos satirizavam a vida do outro lado da barreira. Na época, um dos grafites reproduzia um buraco na parede com uma paisagem tranqüila ao fundo.
O preço de obras de Banksy subiu muito, no último ano, pelo mistério sobre sua identidade e por sua freqüência na mídia. Uma obra do artista, encomendada para ser capa do álbum da banda britânica Blur, foi vendida por mais de US$ 560 mil em um leilão no ano passado.
Veja - http://www.santasghetto.com/

SURREALISMO

Berlin ganha um novo museu, dedicado ao Surrealismo. A nova instituição, chamada Coleção Scharf-Gerstenberg, mostra um acervo de mais de 250 trabalhos de mestres surrealistas e artistas que influenciaram um dos movimentos artísticos mais singulares do século passado.
O local da exposição abrigava até 2005 o Museu Egípcio. O edifício foi reformado e ampliado a um custo de 10 milhões de euros.


O acervo do museu é baseado em uma coleção privada cedida à capital alemã em regime de empréstimo permanente. A exibição principal, intitulada "Mundos Surrealistas", traz pinturas, gráficos, desenhos e esculturas de autores surrealistas famosos, como Salvador Dalí, René Magritte e Max Ernst.
Estão expostos ainda trabalhos precursores, como seqüências de desenhos de aspecto fantasmagórico do espanhol Francisco Goya ou de ilustrações de ambientes carcerários fantásticos do italiano Giovanni Piranesi.
O programa inclui também uma série de filmes, incluindo clássicos como O Cão Andaluz, de Luís Buñuel e Salvador Dalí, assim como películas contemporâneas de cunho surrealista. O novo museu abrigará, ainda, em futuro próximo, mostras temporárias paralelas sobre temas ligados ao Surrealismo.


Coleção Scharf-Gerstenberg em Berlin por superalbertofilho

Link externo: - http://www.smb.museum/smb/news/details.php?lang=en&objID=19270&typeID=12

ARTE ENVIA E-MAILS POR CHIPS EM LESMAS

Um projeto de "arte lenta", intitulado Real Snail Mail, foi desenvolvido por alunos da Universidade de Bournemouth, na Grã-Bretanha, e será apresentado na conferência Siggraph, em Los Angeles, nos Estados Unidos, entre 11 e 15 de agosto.

Ao invés de comunicação instantânea, as mensagens dos visitantes viajarão a uma velocidade média de 50 metros por hora, podendo levar dias, semanas ou até meses para chegar ao destinatário. Os autores do projeto esperam que a iniciativa estimule as pessoas a diminuir o passo e contemplar a tecnologia e a obra.
Cada uma, de três lesmas, foi equipada com um chip de RFID - Identificação por Rádio Freqüência – para comunicação de curta distância.
Os usuários do serviço mandam suas mensagens pelo Real Snail Mail Website, elas são enviadas para um leitor eletrônico colocado dentro de um tanque e ficam aguardando um carteiro lesma.
À medida que se arrastam lentamente pelo tanque, as lesmas, ocasionalmente, entram na faixa de alcance de um leitor eletrônico, que envia a mensagem ao chip RFID. As mensagens são, então, fisicamente transportadas pelas lesmas, no tanque, até que uma delas passe perto de um segundo mecanismo leitor. A partir daí, a mensagem é encaminhada pela rede seguindo a rota convencional.
Até agora, as três lesmas já conseguiram enviar 14 mensagens.